• Home
  • Blog
  • 10 Coisas que Podes Fazer em Menos de 20 Minutos para Começar um Negócio

10 Coisas que Podes Fazer em Menos de 20 Minutos para Começar um Negócio

 

Começar um negócio próprio pode ser assustador, eu sei.

Queres começar um negócio online para teres liberdade, para ganhares dinheiro para comprar tempo para passar com a tua família ou para viver a vida dos teus sonhos, mas sentes-te perdido.

“Por onde devo começar?”

Então, em vez de fazeres algum progresso, continuas a adiar esse primeiro passo, atirando esse objectivo para a frente, cada vez mais longe de ti, pois o tempo não espera por ninguém…

A Verdade Sobre Como Começar

Queres saber a verdade sobre como começar um negócio online?

-Tu já sabes por onde começar!

Pensa comigo:

Como é que gostarias que fosse a tua vida daqui a 2 anos?

Consegues visualizar um dia normal da tua vida se tudo corresse como desejasses?

Tenho a certeza que consegues imaginar-te a acordar, a fazer os teus exercícios matinais, tomar o pequeno almoço em família, ler o teu jornal preferido.

Talvez depois leves o teu filho a pé até à escola…

Ou então vais dar um passeio matinal com o teu cão….

Depois chegas a casa e vais para o teu escritório.

É hora de ver os novos comentários no teu blog.

Agora tratas das novas encomendas que chegaram durante a noite.

Melhor parte da manhã: entrar na conta do PayPal e ver quanto ganhaste enquanto dormias!

Nisto já passou meia manhã e é tempo de começares a escrever um novo artigo para o teu blog.

Talvez gravar um novo vídeo ou lição para o teu novo curso online?

Hora do almoço!

Terminas o trabalho mesmo a tempo de pegares na família e levá-los a almoçar a um bom restaurante.

Chega a tarde.

Altura de um passeio pelo parque ou então recarregar as baterias durante umas horas na praia…

É uma boa vida, não é?

E Como É Que Conseguimos Isso?

É simples.

Imaginaste um exemplo de um dia bem passado, agora aplicas uma engenharia inversa!

Dessa forma podes desconstruir os passos que te levaram desde o ponto em que estás hoje até ao ponto onde te imaginaste estar daqui a 2 anos!

Segue esses passos e estás na direcção da tua vida de sonho!

Ok, eu sei que não é assim tão simples e fácil como quis parecer.

Mas este é um bom exercício para decifrares o que fazer para te colocares no caminho certo.

Como Começar

Tenho a certeza que já sabes duas ou três coisas que podes fazer para meter a bola a rolar.

É provável que essas coisas te parecem insignificantes, pois não te vão trazer rios de dinheiro já amanhã, por isso parecem não valer o esforço.

Preferes ficar a pensar em como é que vais rentabilizar o teu futuro blog…

Como vais angariar 100 novos clientes ou subscritores…

Que imagens vais usar nos teus anúncios no Facebook…

Tudo isto antes sequer de começares a escrever o teu primeiro artigo ou de criares a tua página online.

Ainda não tens um único cliente e já estás a pensar em como vais fazer crescer o teu negócio!

Basicamente, estás a pôr a carroça à frente dos bois e nem sequer te dás conta disso.

Eu sei que o fiz durante anos…

Há uma coisa que deves interiorizar:

-Antes de poderes passar do ponto A para o ponto B, tens primeiro que te colocar no ponto A!campo-com-fardos

Por isso aqueles pequenos passos, aquelas coisas que parecem insignificantes, são a resposta para esta questão:

“Por onde devo começar?”

São estes os pequenos tijolos que colocas agora que vão construir e sustentar o teu negócio no futuro.

E Como Pode Isso Acontecer?

Acontece porque estas pequenas acções vão pôr a bola a rolar, o que vai fazer despertar em ti 3 coisas:

  • Determinação – A vontade de alcançares a tua vida de sonho será o combustível para continuares a construir o teu negócio de forma sustentável.
  • Embalo – Não faz sentido começar a construir uma casa pelo telhado, simplesmente não conseguirias erguê-la. Mas se começares pelas pequenas coisas, como criar a planta da casa, limpar o terreno para se abrir as fundações e por aí em diante, poderás começar a construí-la, tijolo a tijolo, até que passado algum tempo, quase sem te aperceberes, começarás a ver algo semelhante a uma casa, e poderás continuar a construí-la até teres o teu lar doce lar (i.e. a tua vida de sonho).
  • Pequenas Vitórias – As pequenas vitórias são fantásticas; é o que te mantém motivado para continuar. Quando comecei o RicoPobre.com andava perdido por que não percebia nada de WordPress, SEO e tudo isso que convém saber para criar um blog, mas de cada vez que escrevia um artigo e carregava no “Publicar” sentia que estava um passo mais próximo daquilo que quero para este blog, e isso fazia-me sentir que estava a progredir e já só queria mais e mais.

Ok, mas como é que eu sei que coisas são essas?

Muito bem, podes não saber realmente que passos dar para arrancar com o teu negócio, por isso fiz uma lista!

10 Coisas que Podes Fazer para Arrancar com o Teu Negócio Online

1. Engenharia invertida:

Como referi anteriormente, visualiza o teu negócio como gostarias que ele fosse dentro de 2 anos.

Depois desconstrói todos os passos que te levaram até ele e aplica engenharia invertida a todo o processo, desta forma terás uma ideia mais clara sobre como começar.

Depois de fazeres isto, esquece os objectivos a 2 anos e foca-te nos objectivos a 2 dias ou 2 semanas, ou qualquer período igualmente curto.

Não penses demasiado adiante, concentra-te nas pequenas vitórias que vão fazer crescer o teu negócio de forma sustentada.

Hmmm, acho que faz sentido, mas como é que desconstruo os meus planos?

Vamos usar o exemplo da minha loja do Etsy:

Pretendo ter uma loja no Etsy para venda de artigos decorativos em feltro.

Imagino-me a ter centenas de clientes e a atingir milhares de produtos vendidos.

Esses produtos incluirão não só os artigos feitos à mão (pela minha namorada), mas também derivações desse produto principal:

  • Cursos sobre como fazer artigos semelhantes
  • Ebooks sobre artesanato, aberturas de lojas no Etsy, Copywriting para lojas online.
  • Consultadoria
  • Coaching 1 on 1

Para que isto seja possível terei que fazer várias coisas:

  • Criar a loja no Etsy
  • Criar uma página ou blog onde possa interagir com os meus clientes e disponibilizar produtos digitais
  • Terei que ter um serviço de captação de endereços de email para poder gerir a minha lista de clientes
  • Terei que criar os produtos digitais
  • Terei que criar ou adquirir artigos feitos à mão
  • Terei que promover bastante a minha loja nas redes sociais

O resultado desta desconstrução permite-me saber melhor que passos dar inicialmente.

Neste caso, tenho que:

  • Criar uma conta de vendedor no Etsy
  • Criar o meu perfil e descrições cativantes e sugestivas para a minha loja e para os meus artigos.

Depois destes passos posso avançar para os seguintes:

  • Tirar fotografias de qualidade para juntar à lista de produtos da loja
  • Divulgar a loja e os produtos nas redes sociais através de técnicas de marketing

Assim que faça a primeira venda, tenho que:

  • Preparar uma embalagem perfeita e personalizada para enviar ao meu cliente
  • Encontrar o melhor prestador de serviços para o envio dos meus produtos

Desconstruindo todo o processo que me levaria até à primeira venda, sei que o primeiro passo a dar é:

 – Criar uma conta de vendedor no Etsy.

2. Compra o teu domínio e hospedagem:

Isto leva menos de 5 minutos e não custa mais do que 12 ou 13 euros.

Comprares um domínio e hospedagem permite-te reservar o teu lugar online.

É como se passasses a ter a tua banca no mercado: não significa que já tenhas um negócio, mas aquele lugar é teu!

Há vários fornecedores onde podes comprar domínios e hospedagem, nacionais e estrangeiros.

Já experimentei alguns, no entanto há cerca de um ano que opto por fazer tudo através de uma única plataforma.

Esta plataforma oferece todas as ferramentas que necessitas para começar um negócio online, desde o registo de domínios e hospedagem, até ferramentas de análise à tua página, horas de formação em vídeo e em artigos e uma comunidade de milhares de utilizadores que estão sempre disponíveis para ajudar.

Esta plataforma chama-se Wealthy Affiliate.

Penso que não é ideal para toda a gente, mas se pensas em apostar verdadeiramente num espaço online (ou em vários) então aconselho-te a experimentares.

O Wealthy Affiliate (WA) tem um período de experiência gratuito, mas depois requer uma mensalidade para se ter acesso a todas as funcionalidades, mas na minha opinião vale cada cêntimo.

Registar um domínio e a hospedagem por 1 ano no WA custa 13.00 USD e podes registar até 25 domínios.

3. Escreve o teu “Porquê”:

O teu “porquê” é a razão de existir da tua ideia ou negócio.

Escrever o teu “porquê” é uma forma bastante poderosa de motivação.

Então pensa bem e escreve: Porquê que é esta ideia ou este negócio que eu vou perseguir?

Ao fazer isto estás também a convencer-te das tuas razões, e sempre que precisares de força ou motivação para continuar, podes ler o teu “Porquê”.

4. Fala a alguém sobre o teu negócio:

Pensa em alguém em quem confies e que seja capaz de acompanhar o teu processo.

De preferência alguém que também já tenha passado por uma experiência semelhante de lançar um negócio próprio e que compreenda e te apoie na tua decisão, mas que também seja capaz de cobrar resultados e de te dizer algumas verdades sempre que necessário.

Não digas que “estás a pensar” em começar um negócio.

Diz que “estás” a começar um negócio, isso faz toda a diferença.

Nesse momento estabeleces uma “obrigatoriedade” com o mundo: tens que avançar com o teu negócio!

Podes falhar, não é vergonha nenhuma e quase todos os empreendedores já falharam, mas tens que tentar com tudo o que tens.

5. Conversa com alguém:

Encontra um potencial cliente do teu negócio e conversa com ele.

Pergunta-lhe se a solução que o teu negócio se propõe a oferecer resolveria o problema dele.

Pergunta se ele conhece outros negócios que lhe ofereçam outras soluções, e se sim, o quê que ele gosta e não gosta nessas soluções.

Pergunta-lhe se ele estaria disposto a pagar pela solução que ofereces.

Tudo isto é pesquisa de mercado e validação de ideia de negócio, e servirá para aprenderes imenso sobre o mercado e como preparares a tua oferta de valor.

6. Segue alguém:

Não tens que perseguir alguém na rua para saber tudo o que faz, mas encontra alguém que tenha sucesso a fazer o que queres fazer e estuda as suas acções.

Tenta descobrir o quê que as diferencia e as torna em exemplos de sucesso.

Se o que queres é começar um blog, escolhe um blogger com quem te identifiques e que seja bem sucedido e estuda a forma como escreve.

Vê como se relaciona com a sua audiência, com que frequência publica ou como define os títulos dos seus artigos.

Inspirares-te em alguém não tem mal nenhum.

Imitares a forma de comunicação de alguém que admiras não é errado (é até um elogio).

Se pretendes criar uma loja online, estuda o líder desse mercado.

Aprende como é que ele apresenta a lista de produtos.

Tenta perceber como é que tira as fotos aos artigos, como é que envia as encomendas, com que frequência é que apresenta novos produtos aos seus clientes.

Copiares o trabalho de alguém é criticável, e não é sustentável para o teu negócio a longo prazo, mas estudares aqueles que conquistaram o seu espaço e aprenderes como o fizeram, é uma boa forma de balizares o teu próprio caminho em direcção ao sucesso.

Podes até escreveres a essas pessoas e pedir algum conselho! A generalidade das pessoas gosta de ajudar as outras que as admiram.

Mas tem em conta que normalmente as pessoas que obtêm muito sucesso nas suas áreas são bastante ocupadas e focadas nos seus negócios (por isso é que têm sucesso…), não cries resentimentos caso não obtenhas qualquer resposta, tal não significa obrigatóriamente malícia d aparte delas.

7. Senta-te e lê:

Senta-te num local confortável e passa 20 minutos a ler.

Escolhe um livro sobre marketing ou negócios, algo que te inspire enquanto aprendes.

A inspiração é uma força tremenda que nos leva a superar as nossas dúvidas ou limitações, e isso é determinante quando estamos a começar um negócio.

8. Escreve a tua página “Sobre”:

Independentemente do negócio que queiras criar, uma página “Sobre” é fundamental.

Blogs, lojas online, consultores, marketers, copywriters, coaches, o que seja.

Qualquer negócio online precisa de uma coisa: dizer ao mundo quem são e, acima de tudo, o que fazem.

Mesmo que ainda não saibas o que chamar ao teu negócio, deves escrever uma página “Sobre”.

Fala sobre ti e do que pretendes oferecer, e tenta realçar os teus elementos diferenciadores, o quê que tu tens que os outros não têm.

Este exercício tem ainda a vantagem de permitir que te conheças melhor e tornará mais clara a tua abordagem ao negócio.

9. Reserva os teus espaços:

Quase todos os negócios hoje em dia precisam de presença nas redes sociais.

Cria a tua página de Facebook, conta no Twitter, Instagram, Pinterest entre outras.

Não precisas de ter contas em tudo o que é rede social, mas dependendo do negócio, duas ou três são sem dúvida importantes.

Ao criar estas contas estás também a interiorizar a existência do teu negócio, o que também contribui para que o leves cada vez mais a sério.

O melhor de tudo é que criar estas contas é gratuito, e podes sempre alterá-las mais tarde caso seja necessário.

É Hora de Parar de Planear e de Começar a Agir

Mesmo que faças tudo isto durante a próxima semana, obviamente que não vais ficar instantaneamente com um negócio de sucesso.

Ah, mas então não disseste que estas coisas davam para começar o meu negócio??

Sim, mas não existem fórmulas mágicas ou botões milagrosos que se possam carregar e criar automaticamente o estilo de vida que sonhámos.

Mas ao fazeres pelo menos duas ou três coisas da lista, vais gerar o combustível que alimenta a tua determinação.

Ganharás embalo para que as peças comecem a rolar, e vais conquistar pequenas vitórias que se tornarão em mais combustível, e este ciclo ganhará um efeito de bola de neve que com o tempo começará a crescer.

Esta bola de neve acabará por ganhar uma dimensão tal que te tornará imparável, e terás assim vencido a barreira mental do “não saber por onde começar”.

E para terminar, um passo FUNDAMENTAL:

10. Arranja 3 clientes:

Todos os passos anteriores vão gerar embalo para que o teu negócio comece a andar, mas um negócio não subsiste sem clientes.

Assim que tenhas a tua proposta de valor definida, assim que tenhas estudado o mercado, assim que possas dizer que tens algo para oferecer ao cliente, então só te resta fazer uma coisa:

Arranja 3 clientes pagantes!

Se conseguires que 3 pessoas paguem pelos teus serviços, então podes estar certo que tens um negócio.

Daí em diante é tudo a uma questão de escala.

Desenvolve o que está bem, melhora o que estiver menos bem e continua a trabalhar para atingir os teus objectivos.

Acredita, é uma questão de tempo!

foguetes

Esta lista não é lei, podes muito bem criar um negócio sem fazer nenhum destes passos, mas se estiveres preso na indecisão, então certamente que te ajudarão a começar.

Caso este artigo tenha contribuído para que começasses a agir, usa os comentários e diz-me por onde começaste.

Que medidas tomaste hoje para arrancar com o teu negócio online?

Dani Carvalho

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *