10 Coisas que Podes Fazer em Menos de 20 Minutos para Começar um Negócio

 

Começar um negócio próprio pode ser assustador, eu sei.

Queres começar um negócio online para teres liberdade, para ganhares dinheiro para comprar tempo para passar com a tua família ou para viver a vida dos teus sonhos, mas sentes-te perdido.

“Por onde devo começar?”

Então, em vez de fazeres algum progresso, continuas a adiar esse primeiro passo, atirando esse objectivo para a frente, cada vez mais longe de ti, pois o tempo não espera por ninguém…

A Verdade Sobre Como Começar

Queres saber a verdade sobre como começar um negócio online?

-Tu já sabes por onde começar!

Pensa comigo:

Como é que gostarias que fosse a tua vida daqui a 2 anos?

Consegues visualizar um dia normal da tua vida se tudo corresse como desejasses?

Tenho a certeza que consegues imaginar-te a acordar, a fazer os teus exercícios matinais, tomar o pequeno almoço em família, ler o teu jornal preferido.

Talvez depois leves o teu filho a pé até à escola…

Ou então vais dar um passeio matinal com o teu cão….

Depois chegas a casa e vais para o teu escritório.

É hora de ver os novos comentários no teu blog.

Agora tratas das novas encomendas que chegaram durante a noite.

Melhor parte da manhã: entrar na conta do PayPal e ver quanto ganhaste enquanto dormias!

Nisto já passou meia manhã e é tempo de começares a escrever um novo artigo para o teu blog.

Talvez gravar um novo vídeo ou lição para o teu novo curso online?

Hora do almoço!

Terminas o trabalho mesmo a tempo de pegares na família e levá-los a almoçar a um bom restaurante.

Chega a tarde.

Altura de um passeio pelo parque ou então recarregar as baterias durante umas horas na praia…

É uma boa vida, não é?

E Como É Que Conseguimos Isso?

É simples.

Imaginaste um exemplo de um dia bem passado, agora aplicas uma engenharia inversa!

Dessa forma podes desconstruir os passos que te levaram desde o ponto em que estás hoje até ao ponto onde te imaginaste estar daqui a 2 anos!

Segue esses passos e estás na direcção da tua vida de sonho!

Ok, eu sei que não é assim tão simples e fácil como quis parecer.

Mas este é um bom exercício para decifrares o que fazer para te colocares no caminho certo.

Como Começar

Tenho a certeza que já sabes duas ou três coisas que podes fazer para meter a bola a rolar.

É provável que essas coisas te parecem insignificantes, pois não te vão trazer rios de dinheiro já amanhã, por isso parecem não valer o esforço.

Preferes ficar a pensar em como é que vais rentabilizar o teu futuro blog…

Como vais angariar 100 novos clientes ou subscritores…

Que imagens vais usar nos teus anúncios no Facebook…

Tudo isto antes sequer de começares a escrever o teu primeiro artigo ou de criares a tua página online.

Ainda não tens um único cliente e já estás a pensar em como vais fazer crescer o teu negócio!

Basicamente, estás a pôr a carroça à frente dos bois e nem sequer te dás conta disso.

Eu sei que o fiz durante anos…

Há uma coisa que deves interiorizar:

-Antes de poderes passar do ponto A para o ponto B, tens primeiro que te colocar no ponto A!campo-com-fardos

Por isso aqueles pequenos passos, aquelas coisas que parecem insignificantes, são a resposta para esta questão:

“Por onde devo começar?”

São estes os pequenos tijolos que colocas agora que vão construir e sustentar o teu negócio no futuro.

E Como Pode Isso Acontecer?

Acontece porque estas pequenas acções vão pôr a bola a rolar, o que vai fazer despertar em ti 3 coisas:

  • Determinação – A vontade de alcançares a tua vida de sonho será o combustível para continuares a construir o teu negócio de forma sustentável.
  • Embalo – Não faz sentido começar a construir uma casa pelo telhado, simplesmente não conseguirias erguê-la. Mas se começares pelas pequenas coisas, como criar a planta da casa, limpar o terreno para se abrir as fundações e por aí em diante, poderás começar a construí-la, tijolo a tijolo, até que passado algum tempo, quase sem te aperceberes, começarás a ver algo semelhante a uma casa, e poderás continuar a construí-la até teres o teu lar doce lar (i.e. a tua vida de sonho).
  • Pequenas Vitórias – As pequenas vitórias são fantásticas; é o que te mantém motivado para continuar. Quando comecei o RicoPobre.com andava perdido por que não percebia nada de WordPress, SEO e tudo isso que convém saber para criar um blog, mas de cada vez que escrevia um artigo e carregava no “Publicar” sentia que estava um passo mais próximo daquilo que quero para este blog, e isso fazia-me sentir que estava a progredir e já só queria mais e mais.

Ok, mas como é que eu sei que coisas são essas?

Muito bem, podes não saber realmente que passos dar para arrancar com o teu negócio, por isso fiz uma lista!

10 Coisas que Podes Fazer para Arrancar com o Teu Negócio Online

1. Engenharia invertida:

Como referi anteriormente, visualiza o teu negócio como gostarias que ele fosse dentro de 2 anos.

Depois desconstrói todos os passos que te levaram até ele e aplica engenharia invertida a todo o processo, desta forma terás uma ideia mais clara sobre como começar.

Depois de fazeres isto, esquece os objectivos a 2 anos e foca-te nos objectivos a 2 dias ou 2 semanas, ou qualquer período igualmente curto.

Não penses demasiado adiante, concentra-te nas pequenas vitórias que vão fazer crescer o teu negócio de forma sustentada.

Hmmm, acho que faz sentido, mas como é que desconstruo os meus planos?

Vamos usar o exemplo da minha loja do Etsy:

Pretendo ter uma loja no Etsy para venda de artigos decorativos em feltro.

Imagino-me a ter centenas de clientes e a atingir milhares de produtos vendidos.

Esses produtos incluirão não só os artigos feitos à mão (pela minha namorada), mas também derivações desse produto principal:

  • Cursos sobre como fazer artigos semelhantes
  • Ebooks sobre artesanato, aberturas de lojas no Etsy, Copywriting para lojas online.
  • Consultadoria
  • Coaching 1 on 1

Para que isto seja possível terei que fazer várias coisas:

  • Criar a loja no Etsy
  • Criar uma página ou blog onde possa interagir com os meus clientes e disponibilizar produtos digitais
  • Terei que ter um serviço de captação de endereços de email para poder gerir a minha lista de clientes
  • Terei que criar os produtos digitais
  • Terei que criar ou adquirir artigos feitos à mão
  • Terei que promover bastante a minha loja nas redes sociais

O resultado desta desconstrução permite-me saber melhor que passos dar inicialmente.

Neste caso, tenho que:

  • Criar uma conta de vendedor no Etsy
  • Criar o meu perfil e descrições cativantes e sugestivas para a minha loja e para os meus artigos.

Depois destes passos posso avançar para os seguintes:

  • Tirar fotografias de qualidade para juntar à lista de produtos da loja
  • Divulgar a loja e os produtos nas redes sociais através de técnicas de marketing

Assim que faça a primeira venda, tenho que:

  • Preparar uma embalagem perfeita e personalizada para enviar ao meu cliente
  • Encontrar o melhor prestador de serviços para o envio dos meus produtos

Desconstruindo todo o processo que me levaria até à primeira venda, sei que o primeiro passo a dar é:

 – Criar uma conta de vendedor no Etsy.

2. Compra o teu domínio e hospedagem:

Isto leva menos de 5 minutos e não custa mais do que 12 ou 13 euros.

Comprares um domínio e hospedagem permite-te reservar o teu lugar online.

É como se passasses a ter a tua banca no mercado: não significa que já tenhas um negócio, mas aquele lugar é teu!

Há vários fornecedores onde podes comprar domínios e hospedagem, nacionais e estrangeiros.

Já experimentei alguns, no entanto há cerca de um ano que opto por fazer tudo através de uma única plataforma.

Esta plataforma oferece todas as ferramentas que necessitas para começar um negócio online, desde o registo de domínios e hospedagem, até ferramentas de análise à tua página, horas de formação em vídeo e em artigos e uma comunidade de milhares de utilizadores que estão sempre disponíveis para ajudar.

Esta plataforma chama-se Wealthy Affiliate.

Penso que não é ideal para toda a gente, mas se pensas em apostar verdadeiramente num espaço online (ou em vários) então aconselho-te a experimentares.

O Wealthy Affiliate (WA) tem um período de experiência gratuito, mas depois requer uma mensalidade para se ter acesso a todas as funcionalidades, mas na minha opinião vale cada cêntimo.

Registar um domínio e a hospedagem por 1 ano no WA custa 13.00 USD e podes registar até 25 domínios.

3. Escreve o teu “Porquê”:

O teu “porquê” é a razão de existir da tua ideia ou negócio.

Escrever o teu “porquê” é uma forma bastante poderosa de motivação.

Então pensa bem e escreve: Porquê que é esta ideia ou este negócio que eu vou perseguir?

Ao fazer isto estás também a convencer-te das tuas razões, e sempre que precisares de força ou motivação para continuar, podes ler o teu “Porquê”.

4. Fala a alguém sobre o teu negócio:

Pensa em alguém em quem confies e que seja capaz de acompanhar o teu processo.

De preferência alguém que também já tenha passado por uma experiência semelhante de lançar um negócio próprio e que compreenda e te apoie na tua decisão, mas que também seja capaz de cobrar resultados e de te dizer algumas verdades sempre que necessário.

Não digas que “estás a pensar” em começar um negócio.

Diz que “estás” a começar um negócio, isso faz toda a diferença.

Nesse momento estabeleces uma “obrigatoriedade” com o mundo: tens que avançar com o teu negócio!

Podes falhar, não é vergonha nenhuma e quase todos os empreendedores já falharam, mas tens que tentar com tudo o que tens.

5. Conversa com alguém:

Encontra um potencial cliente do teu negócio e conversa com ele.

Pergunta-lhe se a solução que o teu negócio se propõe a oferecer resolveria o problema dele.

Pergunta se ele conhece outros negócios que lhe ofereçam outras soluções, e se sim, o quê que ele gosta e não gosta nessas soluções.

Pergunta-lhe se ele estaria disposto a pagar pela solução que ofereces.

Tudo isto é pesquisa de mercado e validação de ideia de negócio, e servirá para aprenderes imenso sobre o mercado e como preparares a tua oferta de valor.

6. Segue alguém:

Não tens que perseguir alguém na rua para saber tudo o que faz, mas encontra alguém que tenha sucesso a fazer o que queres fazer e estuda as suas acções.

Tenta descobrir o quê que as diferencia e as torna em exemplos de sucesso.

Se o que queres é começar um blog, escolhe um blogger com quem te identifiques e que seja bem sucedido e estuda a forma como escreve.

Vê como se relaciona com a sua audiência, com que frequência publica ou como define os títulos dos seus artigos.

Inspirares-te em alguém não tem mal nenhum.

Imitares a forma de comunicação de alguém que admiras não é errado (é até um elogio).

Se pretendes criar uma loja online, estuda o líder desse mercado.

Aprende como é que ele apresenta a lista de produtos.

Tenta perceber como é que tira as fotos aos artigos, como é que envia as encomendas, com que frequência é que apresenta novos produtos aos seus clientes.

Copiares o trabalho de alguém é criticável, e não é sustentável para o teu negócio a longo prazo, mas estudares aqueles que conquistaram o seu espaço e aprenderes como o fizeram, é uma boa forma de balizares o teu próprio caminho em direcção ao sucesso.

Podes até escreveres a essas pessoas e pedir algum conselho! A generalidade das pessoas gosta de ajudar as outras que as admiram.

Mas tem em conta que normalmente as pessoas que obtêm muito sucesso nas suas áreas são bastante ocupadas e focadas nos seus negócios (por isso é que têm sucesso…), não cries resentimentos caso não obtenhas qualquer resposta, tal não significa obrigatóriamente malícia d aparte delas.

7. Senta-te e lê:

Senta-te num local confortável e passa 20 minutos a ler.

Escolhe um livro sobre marketing ou negócios, algo que te inspire enquanto aprendes.

A inspiração é uma força tremenda que nos leva a superar as nossas dúvidas ou limitações, e isso é determinante quando estamos a começar um negócio.

8. Escreve a tua página “Sobre”:

Independentemente do negócio que queiras criar, uma página “Sobre” é fundamental.

Blogs, lojas online, consultores, marketers, copywriters, coaches, o que seja.

Qualquer negócio online precisa de uma coisa: dizer ao mundo quem são e, acima de tudo, o que fazem.

Mesmo que ainda não saibas o que chamar ao teu negócio, deves escrever uma página “Sobre”.

Fala sobre ti e do que pretendes oferecer, e tenta realçar os teus elementos diferenciadores, o quê que tu tens que os outros não têm.

Este exercício tem ainda a vantagem de permitir que te conheças melhor e tornará mais clara a tua abordagem ao negócio.

9. Reserva os teus espaços:

Quase todos os negócios hoje em dia precisam de presença nas redes sociais.

Cria a tua página de Facebook, conta no Twitter, Instagram, Pinterest entre outras.

Não precisas de ter contas em tudo o que é rede social, mas dependendo do negócio, duas ou três são sem dúvida importantes.

Ao criar estas contas estás também a interiorizar a existência do teu negócio, o que também contribui para que o leves cada vez mais a sério.

O melhor de tudo é que criar estas contas é gratuito, e podes sempre alterá-las mais tarde caso seja necessário.

É Hora de Parar de Planear e de Começar a Agir

Mesmo que faças tudo isto durante a próxima semana, obviamente que não vais ficar instantaneamente com um negócio de sucesso.

Ah, mas então não disseste que estas coisas davam para começar o meu negócio??

Sim, mas não existem fórmulas mágicas ou botões milagrosos que se possam carregar e criar automaticamente o estilo de vida que sonhámos.

Mas ao fazeres pelo menos duas ou três coisas da lista, vais gerar o combustível que alimenta a tua determinação.

Ganharás embalo para que as peças comecem a rolar, e vais conquistar pequenas vitórias que se tornarão em mais combustível, e este ciclo ganhará um efeito de bola de neve que com o tempo começará a crescer.

Esta bola de neve acabará por ganhar uma dimensão tal que te tornará imparável, e terás assim vencido a barreira mental do “não saber por onde começar”.

E para terminar, um passo FUNDAMENTAL:

10. Arranja 3 clientes:

Todos os passos anteriores vão gerar embalo para que o teu negócio comece a andar, mas um negócio não subsiste sem clientes.

Assim que tenhas a tua proposta de valor definida, assim que tenhas estudado o mercado, assim que possas dizer que tens algo para oferecer ao cliente, então só te resta fazer uma coisa:

Arranja 3 clientes pagantes!

Se conseguires que 3 pessoas paguem pelos teus serviços, então podes estar certo que tens um negócio.

Daí em diante é tudo a uma questão de escala.

Desenvolve o que está bem, melhora o que estiver menos bem e continua a trabalhar para atingir os teus objectivos.

Acredita, é uma questão de tempo!

foguetes

Esta lista não é lei, podes muito bem criar um negócio sem fazer nenhum destes passos, mas se estiveres preso na indecisão, então certamente que te ajudarão a começar.

Caso este artigo tenha contribuído para que começasses a agir, usa os comentários e diz-me por onde começaste.

Que medidas tomaste hoje para arrancar com o teu negócio online?

Os Meus Passos para o Sucesso: Rendimento Online

 

O rendimento online é a minha principal aposta para a independência financeira.

Nos últimos anos tenho testado várias formas de rendimento online, mas a esmagadora maioria falharam.

Vou escrever regularmente sobre alguns destes métodos, mas achei melhor fazer uma introdução a este tema.

Rendimento Online

Uma simples pesquisa no Google sobre “ganhar dinheiro online” apresenta quase 16 milhões de resultados.

Isto diz-nos duas coisas:

pesquisa sobre ganhar dinheiro online

  1. Quase toda a gente tem interesse em ganhar dinheiro online;
  2. Quase toda a gente que fala sobre isso mente ou copia, porque de forma alguma haverá milhões de maneiras diferentes de ganhar dinheiro online!

Não vou aqui reciclar listas de “10 sites para ganhar dinheiro online” ou “15 trabalhos que pode fazer em casa que o tornarão rico”, nada disso.

Como podem ver, há milhões de artigos assim.

O que pretendo com esta série de artigos é dar a conhecer a minha experiência neste campo.

É importante salientar que o que falhou comigo pode resultar contigo, ou o contrário.

Estas são as principais plataformas e métodos que eu experimentei, apresentados de forma crescente de preferência/sucesso:

  • Responder a inquéritos online

Muito em voga desde o início da corrida ao rendimento online, esta foi a minha primeira tentativa de ganhar algum dinheiro com a Internet, mas apenas perdi horas e mais horas da minha vida.

Dos míseros cêntimos que ia juntando com cada inquérito respondido, consegui juntar pouco mais de 30.00 Euros ao longo de 1 ano.

Pedi o pagamento do valor, supostamente enviaram um cheque, nunca o recebi…

Na minha opinião, é um desperdício de tempo tão grande que nem sequer acho que vale a pena aprofundar!

Não recomendo.

  • Escrever textos para sites ou plataformas

Como sempre gostei de escrever, inscrevi-me em alguns sites como o textbroker.pt e o escrever.com.

Estes sites fazem a ponte entre quem procura textos e quem os pode escrever.

O reduzido mercado português traduzia-se em escassos trabalhos disponíveis e acabei por não fazer qualquer texto.

Actualmente existem alternativas bastante mais interessantes, como o Fiverr e o Freelancer.com.

Estas plataformas, por serem mais abrangente e globais, são já uma opção a considerar.

  • Amazon Mechanical Turk

Esta foi a minha primeira experiência com a Amazon.

O AMT é uma plataforma onde estão disponíveis milhares de tarefas que necessitam de ser executadas por seres humanos.

Estas tarefas são geralmente bastante repetitivas – mecânicas – mas requerem a ponderação da mente humana, por isso não podem ser executadas por um software ou computadores.

Estão disponíveis milhares de tarefas, mas a generalidade pagam apenas cêntimos (0.01 até 0.15 USD), e são realmente repetitivas.

Algumas tarefas que fiz foi identificar peças de moda e atribuí-las a certas categorias ou copiar e colar moradas ou dados bibliográficos.

O aspecto positivo é que trabalhamos onde e quando quisermos, mas as recompensas são realmente muito baixas.

Passei algum tempo a executar tarefas, quase adormeci em cima do teclado e ganhei 0.16 cêntimos…

  • Internet Marketing / MMO

O Make Money Online (MMO) é um mercado gigantesco dentro do Internet Marketing.

Na prática são indivíduos – os Internet Marketers – que vendem produtos ou serviços através da Internet, para que quem os compra possa também ganhar dinheiro online.

Pelas minhas estatísticas, 99,7% destes Marketers são scammers ou, no mínimo, vendem produtos de qualidade bastante duvidosa.

Os produtos vendidos são geralmente produtos digitais ou pequenos programas de software.

Estes pretendem ensinar uma determinada componente do mundo Internet Marketing para que o seu utilizador possa também desenvolver a sua actividade nesta área.

Geralmente estes produtos promovem programas de affiliate marketing, mas a esmagadora maioria das vezes as promessas são completamente infundadas, e os resultados obtidos – se é que alguns – ficam muito aquém do esperado.

Há algumas excepções, e durante a meia dúzia de meses em que estive envolvido neste mundo deparei-me com alguns produtos úteis com os quais aprendi conceitos e técnicas que passei a utilizar, no entanto a ideia de que podemos comprar um produto e 2 dias depois estamos a ganhar dinheiro online é pura fantasia.

Para vingar nesta área é necessário que estejas disposto a “vender” constantemente, e nem toda a gente tem essa faceta.

Essa foi a principal razão porque desisti do MMO (isso e algumas centenas de euros sem qualquer retorno financeiro).

Importante:

O Internet Marketing não se resume ao MMO.

Há vários negócios legítimos e de qualidade que têm como base o Internet Marketing.

Qualquer pessoa ou empresa que venda produtos ou serviços online utiliza o Internet Marketing como meio de cativar clientes e difundir os seus produtos e serviços.

Não quero de todo passar a ideia de que o Internet Marketing é uma forma de burla.

É marketing, utiliza técnicas de venda e aproveita-se da psicologia comportamental dos clientes, mas isso é o que qualquer negócio faz.

  • Vendas de produtos físicos online

Sites como OLX, Custo Justo ou até grupos de vendas no Facebook, são formas interessantes de obter rendimento online.

A venda (e a compra) de artigos usados foi algo que sempre me despertou bastante interesse.

O processo de negociação e a oportunidade de fazer bons negócios é entusiasmante.

Peças de mobiliário, hardware, telemóveis, consolas e calçado, ao longo dos anos sempre fui fazendo boas vendas.

Com algum poder de investimento para comprar e depois vender com lucro e alguma disponibilidade de tempo, esta é uma boa opção como fonte extra de rendimento.

O aspecto negativo é que dificilmente se tornará num rendimento passivo, pois a nossa intervenção deverá ser sempre necessária.

A questão da escala também será um entrave, uma vez que só um sistema muito bem montado é que permitirá um grande volume de vendas.

  • Etsy

A minha experiência com a Etsy é muito recente, surgindo do gosto da minha namorada pelo artesanato.

A Etsy funciona como um mercado online para peças de artesanato, artigos vintage e trabalhos artísticos em geral.

Podemos abrir uma página que representa a nossa loja e colocar os nossos artigos à venda.

tatibatati-etsy-shop
A nossa loja, clica para visitares!

O ponto forte da Etsy é o seu mercado global.

O cliente-tipo tem uma maior disponibilidade financeira, estando disponível para pagar valores elevados por artigos de qualidade.

Existem obviamente comissões sobre as vendas e até para colocar um artigo na loja, mas são valores residuais.

A maior dificuldade é o grande número de concorrentes que existe, pelo que é necessário diferenciar-se da “multidão” para ter sucesso.

A melhor forma de nos destacarmos é através da qualidade das peças e a qualidade da apresentação dos produtos, quer através das suas imagens quer das suas descrições.

Este projecto está ainda no início, tendo feito até agora 2 vendas, uma em Portugal outra para a Austrália!

Os ganhos são mínimos, mas as vendas comprovam que é um projecto viável e que vamos continuar a apostar.

  • Merch By Amazon

A minha segunda experiência com a Amazon surgiu quase por acaso através de uma mailing list de negócios online.

O MBA possibilita a qualquer pessoa criar t-shirts e colocá-las à venda na Amazon.

Confesso que inicialmente não me entusiasmei muito com esta oportunidade, pois nunca imaginei que o negócio de t-shirts movimentasse tantos milhões como mais tarde vim a descobrir, mas passados alguns meses mudei de opinião.

Exemplo-de-conta-do-Merch-by-Amazon
Infelizmente esta não é a minha conta…

O ponto forte do MBA é a sua extrema simplicidade:

  • Criámos um design para uma t-shirt
  • Fazemos o upload
  • Escolhemos as cores
  • Definimos o preço de venda
  • Colocámos a descrição do produto

E está feito! Tudo o resto é tratado pela Amazon.

Sempre que alguém compra uma das nossas t-shirts recebemos uma comissão, e recebemos o pagamento no final do mês seguinte.

A maior dificuldade com o MBA prende-se com o facto de o registo como vendedor ser, de momento, apenas possível por convite, ou melhor, a candidatura é livre, mas pode levar meses até que a Amazon aceite a nossa inscrição.

No meu caso, submeti o pedido em Junho de 2016 e só fui aceite a 28 de Agosto desse ano. Hoje em dia o tempo médio de espera é 6 ou 7 vezes superior.

Outra condicionante é o extremo rigor que a Amazon tem ao nível dos direitos de autor, violação de marcas e conteúdo potencialmente ofensivo.

É incrivelmente difícil cumprir com todas as directrizes de boas prática do programa, e é ainda mais incrível a quantidade de frases e palavras que estão registadas e que não podem ser usadas para fins comerciais.

A concorrência é também enorme, mas com algum trabalho de pesquisa e qualidade no design, é possível obter bons resultados.

Até ao momento (Fevereiro de 2016) recebi pouco mais de 40.00 Euros de comissões.

Não paga sequer a conta da Internet, mas tendo em conta o pouco trabalho que tive, é sem dúvida o projecto que mais potencial tem neste momento para se tornar em rendimento online passivo relevante.

Recomendo vivamente, e irei aprofundar este tema em artigos futuros.

Estes são as minhas tentativas de obter rendimentos online que fui testando ao longo dos últimos anos.

De todas realço o Merch By Amazon e a Etsy, sem virar a cara a qualquer oportunidade que possa surgir para vendas no OLX e plataformas semelhantes.

Projectos Para o Futuro

Tenho ainda alguns projectos em mente para desenvolver num futuro próximo.

O RicoPobre.com, que apesar de não ter como objectivo tornar-se numa fonte de rendimento, é algo que pode acontecer a longo prazo, por isso é algo em que vou sempre apostar e investir.

Um outro blog que estou também a desenvolver, mas direccionado para um publico global (em Inglês).

Trabalho de freelancer na área da criação de conteúdos e edição de textos.

Por último, a criação de um Podcast, mas este é já um projecto mais exigente e que necessita de um investimento bastante elevado ao nível da preparação e elaboração, mas faz sem dúvida parte dos meus objectivos para o futuro.

Espero que a minha opinião sobres estes métodos te possa ser útil, e gostava de saber a tua opinião sobre estas ou outras formas de rendimento online, por isso deixa os teus comentários e experiências!

Como Acabar Com a Procrastinação em 3 Simples Passos

Procrastinação: Tenho a certeza que todos já passámos por isto!

Tens algo de realmente importante a fazer, mas por algum motivo continuas a adiar e a adiar.

“Uhmm, faço à tarde…” (Procrastinação)

Mas depois vem a tarde e pensas:

“Oh, faço amanhã…” (Procrastinação)

E aí passa um dia, e outro, e mais outro…

E aquela tarefa continua na tua lista de a-fazeres…

Agora essa tarefa realmente importante começa a parecer mais um pesadelo do que outra coisa.

Não te deixa dormir bem à noite, começa até a assombrar os teus sonhos!

Veredicto – Culpado do crime de procrastinação!

Tudo isto é perfeitamente normal.

É difícil mantermo-nos a par de todos os assuntos, de lidar com todas as tarefas que constantemente adicionámos à nossa já mais que preenchida agenda.

Para me ajudar neste aspecto tenho usado várias técnicas e ferramentas.

Um dos recursos que uso, apesar de simples, é altamente eficaz etem-me ajudado na minha luta contra a procrastinação, por isso quero partilhá-lo contigo para que o possas experimentar.

Precisas apenas de 15 minutos por dia e estás despachado!

Então é assim:

Como Acabar com a Procrastinação

Quando comecei a preparar o lançamento deste blogue andava perdido.

Estava convencido que estava a fazer progressos, porque passava 4 ou 5 horas seguidas a estudar e a aprender como escrever da forma correcta, mas nem tanto a realmente escrever o que quer que fosse, apesar de saber que criar conteúdos deveria ser a minha principal prioridade.

Quando comecei a usar este método tudo mudou.

Treinei o meu cérebro para fazer as coisas realmente importantes em vez de desperdiçar tempo e energia – os nossos recursos mais escassos – com coisas secundárias que pouco ou nada acrescentavam ao meu progresso.

A verdade é que lá no fundo sabes o que realmente tens que fazer para que as coisas comecem a rolar.

Sabes o que é necessário para que o teu negócio arranque ou evolua para outro patamar, infelizmente a nossa condição humana tende a conduzir-nos à procrastinação.

Mas esta técnica aproveita a susceptibilidade do nosso cérebro em agir de acordo com alguns gatilhos mentais, que o levam a executar as tarefas planeadas.

Este método de planeamento consiste em 3 passos:

1. Prepara o Dia Seguinte na Noite Anterior

Esta prática é seguida por muitas pessoas bem sucedidas, porque elas sabem que o tempo e energia são dois elementos chave para o seu sucesso.

Eliminando a necessidade de planear a sua agenda no próprio dia, evitam consumir os recursos necessários para completarem essas tarefas agendadas.

Este passo deverá poupar-te tempo e energia mental preciosos ao preparar antecipadamente tarefas quotidianas que apesar de simples consomem tempo, tais como escolher a roupa, as refeições e planear a agenda diária.

Isto permite-te focar nas tarefas verdadeiramente importantes.

2. Define as Tuas Missões Essenciais para o Dia Seguinte

As Missões Essenciais (MEs) são fulcrais para aqueles que planeiam os seus dias.

Podes vê-las como aquelas tarefas realmente importantes que necessitas de completar para poderes considerar um determinado dia produtivo; mesmo que não faças mais nada, fizeste progressos.

Definir as tuas MEs na noite anterior significa um enorme empurrão na tua produtividade e vontade de avançar, pois os teus objectivos diários serão claros logo ao acordar.

MEs deverão ser as coisas verdadeiramente importantes e não as do dia-a-dia, como ver o email ou deixar um comentário no Facebook.

Tão importante como as MEs são a sua quantidade.

Sê honesto e define 2 ou 3 MEs para o dia seguinte; mais do que isto poderá significar que as tuas MEs não são mais do que simples tarefas ou então que estás a exagerar nas expectativas, ou ainda pior, que estás a descurar a qualidade do teu trabalho.

No meu caso, as minhas MEs são geralmente escrever e trabalhar no meu blog, pois como estou apenas a começar há imensas coisas a fazer nesse aspecto.

Dependendo do ponto em que se encontra o teu negócio, poderás ter MEs do género:

  • Colocar o teu site no ar e a funcionar correctamente.
  • Criar um portefólio com os teus trabalhos.
  • Contactar 5 potenciais clientes e apresentar o teu negócio.
  • Disponibilizar um novo produto na tua loja online.

Todos nós teremos diferentes MEs, assegura-te apenas que elas são verdadeiramente importantes para os teus objectivos e que, assim que as concluíres, estarás mais próximo de os atingir do que quando começaste o dia.

3. Estabelece uma Hora no Teu Dia para Fazer as MEs

Após definires as tuas MEs durante a tua prática nocturna, marca-as na tua agenda ou quadro – experimenta o Controlador de Tarefas.

Se fores mais dado a recursos digitais, o Calendário Google é uma excelente alternativa, e é gratuito! Só precisas de ter uma conta gmail.

Agendar tarefas é uma forma incrivelmente simples mas eficaz de as fazer em tempo útil.

Tira 3 minutos para definires onde encaixar as tuas MEs no teu dia e assinala na tua agenda ou no Controlador de Tarefas.

Anotá-las é rápido, simples, e no meu caso dá-me ainda mais vontade de as atacar no dia seguinte!

Quando estiveres a agendar as tuas MEs, tem atenção ao seguinte:

  • Quando é que vais fazer a ME (em que altura do dia?)
  • Como é que a vais fazer (que ferramentas e recursos necessitarás?)
  • Onde as irás realizar (qual será a tua localização física?)
  • Qual é o teu plano B (caso não consigas fazer a ME no horário definido, quando será?)

Anota estas guidelines e coloca-as no Controlador de Tarefas, para que as tenhas perfeitamente definidas no dia seguinte.

Estes três simples passos podem parecer exactamente isso, demasiado simples, mas resultam!

O agendamento de tarefas pega num pensamento vago e transforma-o numa realidade planeada; traça-te um esquema sobre como a vais completar, tornando-a muito mais fácil de concluir.

Estás à procura de fechar mais clientes?

Passa alguns minutos esta noite a determinar quais as acções que vais tomar para ir de encontro a este objectivo.

  • O que vais oferecer?
  • Qual vai ser a tua abordagem?
  • A que horas vais fazer isso e onde?

Precisas de escrever um artigo ou uma página no teu site?

  • Pensa como o vais escrever.
  • Que tipo de pesquisa vais fazer?
  • Que foto vais escolher, se é que vais escolher alguma?
  • Como o vais promover?

Ao planear isto antecipadamente vais poupar imenso tempo, o que te vai permitir focar naquilo que realmente importa, a qualidade do teu trabalho, e isto é outra vantagem do agendamento de tarefas.

Benefício Adicional do Agendamento

Estás a tomar todas estas decisões importantes acerca das tuas tarefas na noite anterior, reduzindo assim a fadiga e o consumo de largura de banda mental enquanto trabalhas nas tuas MEs, o que se traduz num aumento da qualidade do teu trabalho.

Agendar os teus períodos produtivos remove a (in)decisão do Onde, do Quando e do Como, impedindo a incerteza de fazer parte dos teus dias.

Começa Agora!

Eu não sei se isto vai resultar contigo, pois somos todos diferentes e todos temos diferentes necessidades e respondemos a diferentes estímulos.

O que te posso assegurar é que resultou comigo.

Planear os meus dias mudou a minha vida, os meus negócios e os meus projectos.

Acredito que também poderá fazer uma grande diferença na tua vida, mas não há nada como experimentares por ti!

Esta noite, antes de te deitares, planeia o teu dia de amanhã.

Pensa naquelas duas ou três coisas que realmente precisas de fazer, e que assim que as tenhas completado, estarás mais próximo dos teus objectivos do que terias caso as tivesses adiado.

Escreve-as; define o Quando, o Onde e o Como e segue tudo no dia seguinte, garanto-te que te vais sentir óptimo contigo mesmo e estarás um passo mais próximo dos teus objectivos!

Se por qualquer razão isto não funcionar contigo, só desperdiçaste 10 minutos da tua vida.

Mas se funcionar, o tempo que pouparás desse momento em diante será imenso, e o tempo, como sabes, é o nosso bem mais valioso!

Então dá uma espreitadela e diz-me como correu, espero mesmo que tenha algum impacto na tua vida!

E já sabes, podes descarregar o meu Controlador de Tarefas para te ajudar!

Abraçar o NÃO: Como Estas 3 Letras Te Podem Levar ao Sucesso

Dizer Não Deve Ser Uma Prioridade!

Há uns dias fui a um café para tomar pequeno-almoço e fiz algo estúpido…

Mas tomar pequeno-almoço no café não é já algo estúpido?

Boa pergunta! Mas não, não é estúpido.

Embora a poupança passe muito por cortar em gastos supérfluos, devemos sempre permitir-nos alguns pequenos prazeres, a sabedoria está em escolhê-los.

Para além disso, neste blog raramente verão conselhos do tipo «poupar 1.35 euros em cafés por dia, não sabes o bem que te fazia».

Não. Poupar é importante, mas no RicoPobre o foco está nos ganhos e em como aumentá-los.

Mas voltando à minha história, este é um café perfeitamente normal e eu só lá vou por duas razões:

  • Fica a caminho do meu local de trabalho – sim, eu ainda tenho um emprego das 9h00 às 17h30 (não deixem o vosso emprego até terem rendimentos estáveis que cubram as vossas despesas básicas);
  • Tem diversos jornais que os clientes podem ler gratuitamente.

Nesse dia, o café estava cheio e todos os jornais estavam ocupados.

Mal me apercebi disso deixei de ter qualquer interesse em estar ali, pois podia tomar o pequeno-almoço no escritório por metade do preço.

E então, que fiz eu? a única coisa que podia fazer: fingi receber uma chamada no telemóvel, duh!

“Estou?” – Estava a falar baixinho, mas ainda assim, aquilo estava realmente a acontecer…

(Silêncio, a fingir que estava a escutar alguém do lado de lá da linha)

“Estou no café, acabei de chegar e vou tomar o pequeno-almoço…”

(Silêncio mais prolongado…)

“O quê, agora??”

(Silêncio…)

“Ok… estou aí daqui a 10 minutos, ligo-te quando chegar e tu desces…”

E depois fiz uma cara de aborrecido e saí do café…

Assim que entrei no carro senti-me envergonhado…

“Mas porquê que fizeste isso??”

E esta nem sequer foi a primeira vez que fiz algo do género, e aposto que tu também já passaste por algo assim!

Hmm, não… não passei, isso é coisa de puto.

Vá, conheço pelo menos 3 pessoas que já fizeram isto, vou usar esta amostra e extrapolar para efeitos de exemplo!

Porquê que é tão difícil dizermos NÃO a algo?

Porquê que eu simplesmente não deixei o café assim que me apercebi que as condições não eram as desejáveis?

Se, por algum absurdo, a empregada do café me bloqueasse a saída e exigisse uma explicação, porquê que eu não poderia dizer que sem jornais livres para ler, eu não tinha qualquer interesse em gastar o meu dinheiro lá?

Isto deixou-me a pensar:

O que mudaria na minha vida se eu perdesse a inibição de dizer NÃO a todas as coisas e pessoas que não acrescentam valor para mim em determinado momento?

O quê que eu perderia e, sobretudo, o quê que eu ganharia?

Dar e Receber

Há um óptimo livro chamado “Dar e Receber” onde o autor Adam Grant nos apresenta 3 tipos de personalidades com que nos deparamos nas nossas interacções sociais e profissionais.

Os que dão (Doadores), os que retribuem (Compensadores) e os que tiram (Tomadores).

Se quiserem comprar o livro podem fazê-lo na FNAC ou encomendar na Amazon.com.

Recorrendo aos conceitos de Grant, eu sempre fui um perfeito Doador.

Eu gosto de ajudar os outros, fazê-los felizes, tornar as suas vidas mais fáceis.

Claro que por vezes sou usado, abusado e explorado pelos Tomadores, mas de acordo com a pesquisa de Grant, os Doadores tendem a ser mais bem sucedidos nos negócios e na vida em geral, por isso é algo que até poderá funcionar a meu favor.

Mas o problema é que, como Doador, eu gosto de fazer as pessoas felizes, e ao abandonar o café sem consumir estou a deixar a empregada infeliz!

Isto é o que a minha mente de Doador me faz acreditar.

Dani, sabes que a empregada não está nem aí para o que fazes…

Eu sei, é claro que a empregada não quer nem saber se eu fico ou saio, provavelmente nem deu pela minha presença lá!

Mas se a minha mente me faz agir como um desequilibrado numa situação insignificante como esta, o que fará quando se trata de assuntos bem mais importantes?

Como é que isto afecta as minhas decisões de negócios? E as minhas relações pessoais?

O que podemos fazer para melhorar?

Aprender a dizer não – e a sentirmo-nos seguros e confortáveis com isso – é algo que devemos encarar como normal e até como prioritário.

O nosso sucesso pode depender disso!

Cada vez que dizemos NÃO a uma oportunidade errada, estamos a libertar espaço para que as certas possam surgir, e isso pode fazer toda a diferença.

Isto também é válido nos negócios e nas relações pessoais.

Dizer constantemente que sim a todas as oportunidades e solicitações resultará inevitavelmente na falta de tempo e disponibilidade mental para abraçar algumas oportunidades verdadeiramente importantes, e isso poderá ser um erro fatal.

E então o quê que posso fazer quanto a isso?

Dizer NÃO deve ser uma prática diária no nosso dia-a-dia.

Só assim conseguiremos filtrar as oportunidades e colocar-mo-nos em posição de dizer sim às oportunidades certas.

Livros suspensos por fios
Por vezes temos que deixar cair um livro errado para lermos um certo

Eu tento levar a vida apontando ao progresso e não à perfeição, é dessa forma que pretendo melhorar esta faceta:

Um NÃO de cada vez, aprendendo a reconhecer as oportunidades erradas e a aceitar rejeitá-las.

Tenho dito não a encontros sociais que não tenho vontade de ir.

Tenho dito não a programas de lazer que me distraíam dos meus projectos.

Tenho dito não a propostas de negócios que não me entusiasmam.

Todos estes “Nãos” poupam-me tempo e energia, e permitem-me focar nas coisas que gosto.

Então e tu?

Consomes tempo e espaço na tua vida com as oportunidades erradas?

Dizes NÃO vezes suficientes para deixares espaço para o “SIM” certo?

Diz-me o que achas sobre este assunto!

Ponto de Partida: O Que é o RicoPobre?

Primeiro post do RicoPobre… o ponto de partida desta viagem!

O Que é o RicoPobre?

O RicoPobre é um blog onde partilho conhecimentos, ideias e opiniões sobre empreendedorismo, desenvolvimento pessoal (da parte que interessa, não do folclore), independência financeira, negócios, muitos livros e parvoíce q.b..

De Que Falará?

Da minha visão sobre estes temas.

Das minhas experiências, falhadas ou bem sucedidas.

Dos autores que recomendo e dos livros que mudaram a minha vida.

De técnicas que me ajudaram a melhorar aspectos do meu dia-a-dia e que acredito que possam também mudar o teu.

Eu acredito que todos nós temos potencial para sermos os únicos responsáveis pelo que acontece nas nossas vidas.

Tenho alguns mantras, mas um dos mais importantes é:

Pode não ser culpa tua, mas é tua responsabilidade.

Todos temos problemas, todos enfrentamos adversidades, mas todos nós somos capazes de fazer o nosso próprio destino.

Quais os Objectivos do RicoPobre?

O RicoPobre é o meu diário, o meu livro de balanço, o meu poço dos desejos e o meu cobrador de fraque!

Se para além de tudo isto puder ainda ser útil para mais alguém, então óptimo!

Espero que encontres nos meus artigos ideias e motivação para aplicares algumas mudanças que possas precisar na tua vida.

Se isso acontecer, também eu irei ganhar ainda mais motivação.

Caso aches interessante o que por aqui partilho, coloca o RicoPobre nos teus favoritos, segue-me nas redes sociais ou subscreve a newsletter, assim não perderás nenhum artigo e terás até acesso a conteúdos exclusivos.

A tua opinião é também muito importante para mim, por isso comentários, críticas e sugestões são muito bem vindas!

Espero ver-te por aqui muitas vezes!